Desapego

Como é bom descobrir coisas novas e lançar mão daquilo que nos fortalece e nos dá segurança, concorda? Estou falando da conquista de ter um verdadeiro lar. Isso porque nem sempre as coisas caem do céu. Nem todo mundo recebe de mão beijada tudo que possui.
Com o decorrer dos anos e com muito trabalho, vamos adquirindo, como por exemplo, a tão sonhada casa própria e com isso vamos ajeitando daqui e dali até deixar o ambiente aconchegante e de certa maneira, com o nosso jeito e gosto.
No meio de tudo isso, o fato é que muitas pessoas conseguem se entregar e desapegar, por dias, da sua casa. Esta que foi conquistada com tanto esforço e carinho.
Digo isso, porque muitos alugam o seu apartamento ou casa para desconhecidos passar uma temporada. Claro que para que isso ocorra, existem sites confiáveis para que essa transação tenha total sucesso.
Ao mesmo tempo que acho complicado colocar estranhos dentro de casa, acho fascinante esse desapego e confiança total no outro, ainda mais hoje em dia.
Agora, por outro lado, alugar um apartamento, isso sem o dono estar morando, em outra cidade, como por exemplo Paris, é algo ímpar, pois nada melhor do que vivenciar o dia a dia como se você realmente morasse no lugar criando outras expectativas na temporada. Claro que você não terá o deleite e o desfrute de tudo pronto, mas por outro lado terá uma outra oportunidade e experiência, assim como largar um pouco os pontos turísticos e conhecer lugares como se você morasse ali.
Claro que nada disso pode ser feito apenas pelo impulso, pois em qualquer lugar sempre devemos privar pela nossa segurança, mas com boas dicas chegamos os centros interioranos que regem a economia da comunidade local.

Agora, independente de passar uma temporada, seja ela com os moradores dentro de casa ou mesmo sem eles, o ideal é manter a ordem, pois nada melhor do que voltar para casa e ver que tudo está nos seus devidos lugares...

Um filme que se aplica neste contexto.

Um comentário:

  1. Gostei de suas reflexões sobre esta forma de desapegar.
    Estar voltando para casa é sempre uma emoção. Voltar é carregar esta esperança de que tudo nos espera.
    Os cuidados aqui expostos devem ser relevados sempre Teresinha.
    Em tempo estive vendo a presença das chuvas por ai com certa violência.
    Espero que não lhe tenha trazido transtornos sérios.
    E a Priscila esta bem?
    Um abração carinhoso para vocês.
    Que a semana esteja plena de paz e luz.

    ResponderExcluir