Organizando a cozinha

cozinha é uma divisão da casa especificamente usada para preparo da comida. Uma cozinha moderna é tipicamente equipada com um forno, forno de micro-ondas, placa, tem uma pia também conhecida por lava-louças, com água na torneira para limpar a comida e lavar a louça. As cozinhas modernas quase sempre também apresentam uma máquina de lavar louça, máquina de lavar e secar roupa, e frigorífico. Algumas instalações para armazenar comida sempre estão presente também, seja na forma de uma despensa adjacente ou de forma mais comum armários.
Apesar da principal função de uma cozinha ser cozinhar, ela pode também ser o centro de outras atividades, especialmente nos lares, dependendo de seu tamanho, mobília, e eletrodomésticos
A cozinha pode ser também o lugar onde a família come, tendo espaço para isso. Em alguns casos, pode ser o lugar mais confortável da casa, onde a família e visitantes tendem a congregar.
A culinária está invariavelmente associada à cozinha, pois este é o local ideal para cozinhar. 
A cozinha muitas vezes reflete outros aspectos da cultura, tais como a religião – a carne de vaca é tabu entre os hindus, enquanto a de porco é proibida entre os muçulmanos e judeus – ou determinadas posições políticas, como o vegetarianismo em que não são consumidos alimentos provenientes de animais ou oriundo de animais como leite e ovos para esse efeito.

Dicas dos melhores blogs de casa e decoração para deixar sua cozinha mais linda e funcional! - dcoracao.com - blog de decoração e tutorial diy: Organização mantimento: blog de decoração - Arquitrecos: As novas fruteiras - Design + Criatividade + Pesquisa de Mercado Arquitrecos: StoraStack Food Container Storage Organizer: 14 ideias para uma cozinha organizada: para área do cafezinho.: Uma cesta e alguns potes: tudo organizado e bonito sobre a pia: Bandeja pra bancada de cozinha: Basket to store your counter bottles, etc, in a pretty way; baking sheet in the basket to keep it clean - smart!: Cozinha:
Fonte: Pinterest/Wikipédia

COBOGÓS e sua versatilidade

"Um grupo de engenheiros - o português Amadeu Oliveira Coimbra, o alemão Ernesto August Boeckmann e o brasileiro Antônio de Góis - foram os criadores do “cobogó”, elemento que permite a entrada de luz solar e ventilação natural utilizado nas aberturas de construções.
O cobogó surgiu na década de 1920, em Recife, e teve seu nome oriundo da junção da primeira sílaba dos sobrenomes de seus criadores. São uma herança da cultura árabe, baseado nos muxarabis – construídos em madeira, eram utilizados para fechar parcialmente os ambientes internos.
Apesar de ser criado em Recife, o cobogó foi difundido por Lúcio Costa em referências sutis à arquitetura colonial, tornando-se um elemento compositivo presente na estética da arquitetura moderna brasileira. Apesar da permeabilidade visual, os cobogós, de certa forma, trazem privacidade ao usuário. Feitos de cimento e tijolo no início, passaram a ser produzidos também em cerâmica e outros distintos materiais."
Fonte: http://www.archdaily.com.br/br/768101/cobogo

Resultado de imagem para cobogoNo jardim de Inverno: uma ótima escolha, pois cria ambientes ventilados e com meia sombra, excelente para as espécies vegetais tropicais. Frida Escobedo — La Tallera Siqueiros: cobogó                                                                                                                                                                                 Mais: red screen: Revista Arquitetura e Construção - A cozinha foi parar na varanda neste apartamento de 38 m²: Novo layout do apê paulista de 100 m2 (Foto: Sidnei Doll / divulgação): Resultado de imagem para cobogocobogó                                                                                                                                                     Mais: Os cobogós podem ser utilizados para substituir paredes dentro de casa, delimitando o espaço e ainda contribuindo para a circulação de ar e com a claridade natural. Apesar dos elementos vazados, a privacidade é sempre levada a sério, de maneira que os cobogós atuam como divisórias adicionais na ausência de paredes em ambientes integrados.:

Cafés

Como é delicioso um cafezinho!
Resultado de imagem para cinemagraphs para facebookResultado de imagem para cinemagraphs para facebook
Fique por dentro:


Os diferentes grãos de café

Resultado de imagem para graos de café

Tipo Arábica

A planta que dá origem a este tipo de grão é originária da Etiópia. A altitude do local do cultivo faz muita diferença na qualidade do café produzido: quanto mais alto, melhor. Por isso, os grãos cultivados no Brasil, plantados a 1200 metros de altitude, apresentam uma excelente qualidade. O café feito com grãos de Arábica possui 50% menos cafeína, mas seu sabor costuma ser especial e ele é ideal para a produção das bebidas gourmet.

Café Bourbon

Uma das mais conhecidas variedades da planta arábica é o tipo Bourbon. Este café é mais popular em países estrangeiros. Entre suas principais características estão a textura achocolatada, a acidez média e o aroma forte. É uma bebida indicada para quem prefere o café com sabor adocicado, com notas aromáticas que lembram o caramelo.

Café Kona

Esta variedade é cultivada no Havaí, no distrito de Kona. O clima e o solo da região são ideais para as plantações de Arábica, especialmente as áreas próximas aos vulcões Mauna Loa e Hualalai. A bebida feita com grãos de Kona é muito apreciada por quem gosta de cafés gourmet. Há quem considere este o melhor café do mundo.

Café Catuaí

Para garantir a boa qualidade desta variedade de Arábica, o ideal é que seja plantada a pelo menos mil metros de altitude. Este é um tipo de grão amplamente cultivado no Brasil. O café Catuaí apresenta acidez moderada e dispensa a adição de açúcar.

Café Acaiá

Os grãos de acaiá são recomendados para quem prefere um café suave, com notas aromáticas que lembram frutas. O café de acaiá apresenta sabor achocolatado e acidez média. Para um sabor mais forte e corpo intenso, este café pode ser harmonizado com grãos de Bourbon.

Tipo Robusta

O café feito com este tipo de grão apresenta mais cafeína, portanto, é indicado para quem prefere uma bebida forte e com gosto mais amargo. A planta Coffea Ccnephora, originária da África ocidental, é cultivada em diversos países, inclusive no Brasil.
Esta é uma planta que se desenvolve com facilidade em regiões de clima quente e úmido e em altitudes de até 600 metros. O grão originário desta planta apresenta maior resistência a pragas do que o tipo Arábica. Por estas e outras razões, é mais fácil e econômico cultivar plantações de Robusta.
Um dos usos mais comuns dos grãos de Robusta é nos cafés instantâneos. A adição destes grãos faz com que o café fique mais encorpado e com sabor mais amargo. As bebidas preparadas com estes grãos apresentam finalização prolongada, sabor achocolatado e teor de cafeína que pode variar entre 2 e 4,5%.
Resultado de imagem para cinemagraphs para facebookResultado de imagem para cinemagraphs para facebookResultado de imagem para cafeteiras diferentes
Fonte: http://www.mexidodeideias.com.br/historias-em-xicaras/tipos-de-cafe-2-do-pingado-ao-macchiato/
http://baristo.com.br/blog/conheca-os-tipos-de-graos-de-cafe-2/

Estilos

Em resposta aos grande momentos históricos é que nascem os estilos, variando de acordo com a evolução da técnica e as condições geográficas de cada país. 

Critérios: Um estilo só é legítimo quando compreende a arquitetura, as artes, a decoração, o mobiliário e os objetos.

As formas ogivais do estilo gótico, com arcos que subiam em direção ao espaço, eram a personificação do forte sentimento religioso que tomou conta da Europa no século XI. O excesso de ornamentos com a habilidade do artesão exposta em cada curva da Art Nouveau foi o homem reagindo à ameaça do mundo ser uniformizado pelas máquinas, imprimindo em tudo a sua marca pessoal (como a estação Metropolitain, do metrô parisiense).

As formas de ambientação que conhecemos (clean, contemporâneo, étnico, etc.) podem ser classificadas como tendências, podendo derivar de um momento histórico, das características de um povo e até de um estado de espírito.
Resultado de imagem para formas ogivaisResultado de imagem para estação Metropolitain, do metrô parisiense art nouveauResultado de imagem para estação Metropolitain, do metrô parisiense art nouveau
Estilo clean
Resultado de imagem para estilo clean
Estilo contemporâneo
Resultado de imagem para estilo contemporaneo
Estilo étnico
Resultado de imagem para estilo etnico


Cabeceiras de cama

Quantas vezes ficamos esperando por profissionais para colocar as nossas ideias em prática, já pensou nisso?
Se tivermos disposição, ferramentas adequadas, vamos longe e podemos dar asas à nossa imaginação, concorda?

Resultado de imagem para cabeceiras de cama
Achei ótima essa ideia abaixo, pois ao invés de fazer aquela sujeira para quebrar a parede, os canos aparentes, com esse papel de parede, dão um charme especial!
Neste quarto, Renato Mendonça, amigo e arquiteto responsável pela obra, optou por usar uma cabeceira de veludo e capitonê, executada pela Conceito Tapeçaria. Acima dela,  foto do artista Fabio Messias (Foto: Lufe Gomes)dcoracao.com - blog de decoração: Reforma Casa Itaim / Consuelo Jorge #bedroom #pink #cabeceira: Blog de Decorar: Ideias criativas para Cabeceiras de cama box: Portas antigas podem ser utilizadas como cabeceiras de cama. O resultado é diferente de tudo o que estamos acostumados a ver (Foto: Reprodução/Sofá de Ideias): 20 ideias de cabeceiras lindas e baratas para você se inspirar e fazer em casa: Headboard made of pallets: Utilizando o biombo na decoração de maneira criativa: Morando na Pindaíba: Quarto:
Ideias simples que fazem a diferença!