COBOGÓS e sua versatilidade

"Um grupo de engenheiros - o português Amadeu Oliveira Coimbra, o alemão Ernesto August Boeckmann e o brasileiro Antônio de Góis - foram os criadores do “cobogó”, elemento que permite a entrada de luz solar e ventilação natural utilizado nas aberturas de construções.
O cobogó surgiu na década de 1920, em Recife, e teve seu nome oriundo da junção da primeira sílaba dos sobrenomes de seus criadores. São uma herança da cultura árabe, baseado nos muxarabis – construídos em madeira, eram utilizados para fechar parcialmente os ambientes internos.
Apesar de ser criado em Recife, o cobogó foi difundido por Lúcio Costa em referências sutis à arquitetura colonial, tornando-se um elemento compositivo presente na estética da arquitetura moderna brasileira. Apesar da permeabilidade visual, os cobogós, de certa forma, trazem privacidade ao usuário. Feitos de cimento e tijolo no início, passaram a ser produzidos também em cerâmica e outros distintos materiais."
Fonte: http://www.archdaily.com.br/br/768101/cobogo

Resultado de imagem para cobogoNo jardim de Inverno: uma ótima escolha, pois cria ambientes ventilados e com meia sombra, excelente para as espécies vegetais tropicais. Frida Escobedo — La Tallera Siqueiros: cobogó                                                                                                                                                                                 Mais: red screen: Revista Arquitetura e Construção - A cozinha foi parar na varanda neste apartamento de 38 m²: Novo layout do apê paulista de 100 m2 (Foto: Sidnei Doll / divulgação): Resultado de imagem para cobogocobogó                                                                                                                                                     Mais: Os cobogós podem ser utilizados para substituir paredes dentro de casa, delimitando o espaço e ainda contribuindo para a circulação de ar e com a claridade natural. Apesar dos elementos vazados, a privacidade é sempre levada a sério, de maneira que os cobogós atuam como divisórias adicionais na ausência de paredes em ambientes integrados.:

Um comentário:

  1. Boa noite flor!
    Estava pesquisando hoje sobre os cobogós pra uma postagem no meu blog e cheguei no blog. Muito interessante!
    A imagens que escolheu são lindas, parabéns!
    Seguindo seu blog e sua página no facebook, quando possivel dá uma olhada no meu blog, segue o link abaixo!
    Beijos!

    A Primeira Casa | Facebook

    ResponderExcluir